Blog Puro Bem-Estar

/Saúde

Água: Consumindo bem, que mal tem?

 

Nada melhor que um copo de água geladinha quando estamos com sede. A água, além de refrescar, hidrata e repõe minerais necessários para nossa saúde (veja mais sobre os benefícios da água mineral). No entanto, para adquirir esses benefícios e manter nosso corpo saudável, precisamos consumir água até mesmo quando não estamos com sede.

 

QUANDO DEVO BEBER ÁGUA?

Costumamos tomar água apenas quando sentimos sede, o que não é correto, pois nesse estágio nosso corpo já está em processo de desidratação. Além disso, se bebermos água apenas nesses momentos pontuais, provavelmente não estaremos consumindo a quantidade indicada para o dia a dia.

Os danos em ter esse hábito são ainda maiores em crianças e idosos, porque o mecanismo que controla a sede não é tão bem regulado. Desse modo, eles podem ficar desidratados sem que seus corpos apresentem sintomas.           

Por isso, é ideal que consumamos água de uma forma balanceada ao longo do dia, sem que nosso corpo sinta a necessidade de enviar sinais de desidratação.

 

QUANTO DE ÁGUA DEVO BEBER?

1, 2, 3 litros... muitos são os números que encontramos quando procuramos quantos litros de água devemos consumir. Mas a verdade é que esse valor é variável e depende da composição do corpo, do peso, da altura, das atividades que realizamos durante o dia, da idade, da época do ano e da região em que moramos.

No entanto, é possível calcular uma média geral personalizada de quanto de água devemos consumir por dia.

Assim, por exemplo, uma pessoa que pesa 75 Kg deverá consumir 2.625 mL de água, aproximadamente 2,6 litros.

 

QUANDO CONSUMIR MAIS?

Necessitamos repor mais água no nosso corpo em situações nas quais nos desidratamos por meio da sudorese, como, por exemplo, estamos em lugares mais quentes ou praticando atividade física.

As Diretrizes da Sociedade Brasileira de Medicina Esportiva dizem que cada quilo que perdemos na balança corresponde à cerca de 500 mL de suor, que deve ser reposto com água. As Diretrizes também recomendam que quem faz exercícios tem que tomar de 250 a 500 mL de água duas horas antes de começar e, durante o exercício, beber água a cada 20 minutos.

 

QUANDO CONSUMIR MENOS?

Água de qualidade dificilmente fará mal, pois pessoas saudáveis conseguem excretar a quantidade em excesso de água sem gerar desequilíbrio dos níveis de sais minerais no corpo.

Os nossos rins são sobrecarregados, podendo gerar problemas como confusão mental e baixa concentração de sódio no sangue, apenas se consumirmos mais de 7 litros de água por dia, o que é bastante improvável.

Muitas pessoas se esquecem de beber água e adquirem o hábito de ingerir uma grande quantidade de uma única vez. Isso não é correto pois, assim, desrespeitaremos a velocidade com que nossos rins conseguem filtrar a água (de 0,7 a 1 litro de líquido por hora) e a perdemos por meio de excreção, sem que suas propriedades permaneçam no corpo. Além disso, com esse comportamento, podemos sofrer de desequilíbrio do nível de sais minerais, caso nosso corpo não esteja tão regulado, o que ocasiona cãibras, arritmias cardíacas e até mesmo parada cardíaca.

Assim, é aconselhado que a quantidade de água diária deve ser ingerida em intervalos de duas a quatro horas ao longo do dia.

Outra dica é consumir mais água no período em que estiver ativo e menos quando estiver próximo do horário em que normalmente vamos dormir. Assim, não teremos o sono perturbado pela vontade de urinar.

As únicas pessoas que devem restringir o consumo de água são as que sofrem com doenças cardiovasculares, como insuficiência cardíaca congestiva, e insuficiência renal aguda, pois seus coração e pulmão podem ser sobrecarregados com o consumo excessivo de água.

 

COMO CONSUMIR?

Não consumimos água apenas quando a bebemos. A maioria dos alimentos que consumimos possuem grande quantidade de água. Veja alguns exemplos:

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Assim, se tivermos uma alimentação rica em vegetais e bebermos água de qualidade da maneira e nos momentos corretos, teremos uma vida mais saudável.

 

Veja também:

 

 

 

Voltar
}