Blog Puro Bem-Estar

/Saúde

O sol e a sua saúde.

 

Você não sabe, mas o tratamento de muitas doenças pode passar por um remédio rápido, prático, indolor e gratuito: o sol.

A exposição aos raios solares por 15 a 30 minutos diários, sem o uso de protetor, controla diversas enfermidades e ainda melhora a absorção do cálcio no organismo, o sistema imunológico, reduz o risco de câncer e de diabetes tipo 2. Porém esta exposição necessita ser sempre antes das 10h e por um tempo curto ? no máximo 30 minutos! 

Estudos têm comprovado a importância da vitamina D na prevenção de doenças e a relação entre essa substância e o sol está ajudando a mantê-lo como um aliado da saúde. A vitamina é produzida pelo corpo naturalmente depois da exposição aos raios UVB.

 

Pele nova

Para quem tem psoríase, uma doença que atinge 2% da população, causando inflamações nas articulações e lesões vermelhas ou descamações na pele, o sol diminui o processo inflamatório e melhora a resposta imunológica. O resultado: as lesões diminuem e, em muitos casos, desaparecem.

 

Dermatite atópica

Com o banho de sol, há redução na inflamação e a pele é renovada. Esta doença congênita se manifesta principalmente na infância, tem aspecto parecido com um eczema, geralmente concentrado nas dobras do corpo e nas bochechas. A pessoa sente uma coceira intensa e, em geral, esse quadro está associada a bronquite, asma e rinite.

 

Vitiligo

Quem tem a doença não pode abrir mão da terapia com o sol. No entanto, nesses casos é preciso passar medicação antes de se expor. Além disso, o tempo deve ser sempre menor ? no máximo 15 minutos!

 

Depressão

O sol tem ação antidepressiva. Com a luminosidade, o cérebro reduz ou interrompe a produção de melatonina, substância que provoca relaxamento corporal, cansaço e sonolência e uma das principais causadoras da depressão.

 

Osteoporose

O sol está ligado diretamente com a vitamina D, nutriente essencial para o fortalecimento dos ossos. Se banhar de sol pode ajudar a manter a quantidade de massa óssea e evita o desenvolvimento de ossos ocos, principal característica da doença, que pode surgir mesmo antes mesmo dos 40 anos. 

Diabetes

A exposição ao sol garante que os níveis de vitamina D no corpo estejam adequados, o que reduz as chances de desenvolvimento de resistência à insulina ou de deficiência deste hormônio no corpo. Muitas pesquisas estão sendo desenvolvidas nesse âmbito na Ásia, por conta de uma predisposição genética dessa região para o desenvolvimento do diabetes tipo 2.

 

 

Não deixe de lado os cuidados!

O sol que pegamos no dia a dia pode ser suficiente para evitar a carência de vitamina D no organismo. Os médicos alertam que para garantir os benefícios trazidos pelos raios solares, a exposição da pele deve ser feita somente antes das 10h e após às 16h. E sempre pelo tempo determinado de 15 a 30 minutos por dia. Mais do que isso, o protetor continua sendo essencial.

 

 

Voltar
}