Blog Puro Bem-Estar

/Saúde

Roupas para enfrentar o calor no trabalho

 

Homens

Diferentemente das mulheres, os homens não têm muita escolha quando o trabalho exige roupas formais. Mas há algumas saídas para reduzir o desconforto e a transpiração, como investir em camisas e calças claras fabricadas com tecidos tecnológicos. Tratam-se de roupas feitas com um material criado artificialmente e, que por isso, têm funções específicas - como os tecidos antibacteriológicos, que eliminam odores da transpiração. Camisas de poliéster não são as mais recomendadas para essa época do ano, por serem extremamente quentes.

No caso dos paletós, o ideal é optar por peças fabricadas com fibras naturais. Fuja do paletó feito com lã e opte por um fabricado com seda e algodão. Há uma dica simples para descobrir se o tecido é muito quente. Passe o dorso da mão no paletó ou camisa. Se o toque for sedoso é porque é mais fresco; se for áspero é quente.

Desde que sejam permitidas, bermudas são uma boa escolha ? mas com ressalvas: A bermuda pode ser usada tranquilamente, mas na altura do joelho. O comprimento funciona da mesma forma que o da saia. Outra dica para um ambiente mais informal ou um ?casual day? é utilizar calças [jeans] com tecidos mais leves com camisetas polo, que não são tão quentes. O melhor substituto para os sapatos sociais são os docksides e, em geral, aqueles que dispensam o uso de meia.

 

 

Mulheres

Entre as apostas para este verão, estão as camisas de seda. São mais levinhas, podemos arregaçar as mangas e dobrar. Quem quiser, pode usar uma regata por baixo e deixar a camisa mais aberta, com o colo mais ventilado. Se a seda 100% natural estiver muito cara, uma opção é procurar por uma genérica, feita com fios artificiais ? mas não como poliéster.  As blusas transparentes também estão em alta, mas os consultores recomendam o uso de regatas por baixo. 

Sandálias são bem-vindas, desde que não contenham informações de sensualidade. É melhor evitar sapatos que exponham muito o pé. Não é recomendado o uso de rasteirinhas, a menos que a empresa tenha um código de vestimenta um pouco mais aberto nessa época.

As roupas seguem a mesma linha dos sapatos: nada que sugira muita sensualidade. Não fica bom usar regatas muito cavadas, tomara que caia, blusas e vestidos de uma alça só ou fendas muito pronunciadas. Mas a mulher pode e deve investir em saias e vestidos. Uma dica é a saia lápis, veste bem na maioria das mulheres e emagrece a silhueta até no caso dos quadris mais largos. Nas empresas mais formais, quando o blazer é uma exigência, vale apostar nos xales de seda. São frescos e mantém a conotação social do ambiente.

Se a mulher não quiser aproveitar a temporada para cortar o cabelo, recomenda-se prender, sem perder a feminilidade. Rabos de cavalo baixos e coques bem-feitos ficam ótimos. O que não vale é torcer o cabelo com piranhas, lápis e elásticos de trabalho. A mulher pode apostar em penteados mais bonitos, que deixam a nuca para fora. Nesse caso, peça para o seu cabeleireiro te ensinar a melhor forma de prender o seu cabelo.

 

 

Fonte: Época Negócios

Voltar
}