Blog Puro Bem-Estar

/Fitness

O que é o CrossFit

Inspirada nos treinos dos fuzileiros navais norte-americanos, uma nova modalidade de exercícios (bem puxados, diga-se de passagem) vem conquistando o coração da tribo fitness: CrossFit.

Você já deve ter ouvido falar. Afinal, o CrossFit já ganhou seus fãs aqui no Brasil e no mundo todo. O nome do treino e a agenda de exercicios são patenteadas, portanto, só é possível praticá-lo em locais credenciados, sob a orientação de professores qualificados. Verifique sempre o registro de quem usa a marca.

Mas vamos ao que interessa: em que consiste o CrossFit?

A rotina do CrossFit incorpora exercícios de diversas outras modalidades, tais quais pliometria (movimentos rápidos e de explosão), levantamento de peso olímpico, treino intercaldo de alta-intensidade, ginástica, girevoy (aquela bola de ferro fundida com uma alça), treino de Strongman, calistenia (que são exercícios de ginástica com bastões, flexões de braço, abdominais, barras fixas, saltos e corrida), entre outras coisas.

Ainda não há estudos completos sobre os benefícios do CrossFit, mas quem pratica garante que a perda de peso e de gordura é garantida, além do aumento da massa magra e do fortalecimento dos músculos e do condicionamento físico. A considerar o quão pesado são os treinos, fica fácil acreditar!

Os treinadores garantem também que um dos atrativos do CrossFit é a falta de rotina - afinal, devido às possibilidades de trabalho, tem muita coisa pra se explorar nessa modalidade. Você já deve ter visto, na rua ou em alguma praça ou parque, uma galera empurrando pneu de trator ou utilizando os obstáculos das paisagens (como bancos, por exemplo) pra realizar os exercícios. O CrossFit não está designado apenas a ambientes fechados e a prática ao ar livre é sempre muito bem vinda! O método é, portanto, baseado em movimentos funcionais, constantemente variados e executados em alta intensidade.

Este método visa trabalhar, entre outros:

- a capacidade de mover grandes cargas por longas distâncias o mais rápido possível;

- capacidade de controlar o corpo tanto em movimento quanto parado;

- domínio de umenorme  padrão de recrutamento motor;

- aumento da relação de força-peso e flexibilidade.

 

As aulas baseiam-se nos seguintes princípios:

- Alta intensidade: o conjunto de atividades é puxado, pesado, exaustivo. São sequências de saltos, flexões de braço e outros movimentos. E todos realizados de forma explosiva;

- Pausa curta: intervalos breves de descanso promovem uma elevação crescente da fadiga, do acúmulo de ácido lático. E tanta fadiga acumulada vem se mostrando um potente emagrecedor, mas este efeito somente ocorre nas horas que sucedem o treino. O corpo parece entender que houve um gasto de energia tão expressivo que passa a usar a gordura como fonte de energia e assim poupa o estoque de glicose que foi exaurido do organismo;

- Exercícios globais e com grandes grupos musculares: o CrossFit utiliza movimentos que recrutam grandes grupos musculares, em planos multiarticulares. Esta é uma receita muito boa para acelerar o gasto calórico, provocar o estímulo para aumento da sínteses de proteínas (hipertrofia) e deixar o metabolismo mais acelerado por mais horas ao longo do dia;

- Treinos de curta duração: o Cross Fit original consistia numa sequência de aproximadamente 20 minutos. Estudos defendem que as sessões de exercício devem ser curtas, para aumentar a liberação do GH e da testosterona (hormônios que provocam aumento da massa muscular e queima de gordura) e minimizar a produção de cortisol (hormônio que causa acúmulo de gordura e queima massa muscular ? típico de quem passa várias horas na academia).

Fonte: Veja, Wikipedia, CrossFit.com, GNT

Voltar
}